Operador de Empilhadeira

Descrição
O Aperfeiçoamento Profissional NR-11 – Operação de Empilhadeira, tem por objetivo desenvolver capacidades para operar empilhadeira seguindo procedimentos, normas e legislação técnica, de segurança, saúde e meio ambiente. Teórico e prático.
Prevenir é sempre melhor do que remediar
As NR´s 11 e 12 determinam que é dever do empregador adotar medidas de uso seguro de máquinas e equipamentos. Essas providências passam pela capacitação do operador de empilhadeira, evitando que ele se envolva em acidentes ou adoeça.
Descuidar da saúde e segurança do trabalhador é impossível nos dias atuais.  Nenhuma empresa pode ignorar essa pauta. O treinamento para operadores de empilhadeiras previne a ocorrência de acidentes, o pagamento de multas e a perda de credibilidade. Sempre é melhor a precaução, pois um ambiente seguro, com trabalhadores capacitados, estimula a produtividade e melhora o clima organizacional.

É de extrema importância que o operador seja treinado para que opere a empilhadeira com segurança. Seguir os requisitos de segurança preserva a integridade física do trabalhador e evita sobrecarga muscular e adoecimento da coluna lombar.

De acordo com a NR11 e a NR 12, a operação de empilhadeira deve seguir alguns protocolos, entre eles:
O operador deve receber treinamento específico, dado pelo empregador para que esteja habilitado a cumprir sua função;
A capacitação deve ser ministrada por trabalhadores ou profissionais qualificados para este fim, com supervisão de profissional legalmente habilitado;
Sempre que houver mudanças nas instalações, na operação das máquinas e equipamentos e nas rotinas de trabalho, o operador deve passar por um treinamento de reciclagem;
Antes de iniciar a operação da empilhadeira, o operador deve verificar as condições da máquina;
Todas as máquinas devem possuir manuais fornecidos pelo fabricante ou importador, contendo informações relativas à segurança em todas as fases de utilização;
O operador deve portar um cartão de identificação, com nome e fotografia, em lugar visível;
As empilhadeiras devem possuir sinal de advertência sonora (BUZINA E SIRENE DE RÉ);
As máquinas devem ser frequentemente inspecionadas e se apresentarem defeitos, como de freios, as peças devem ser imediatamente substituídas;
O peso do material armazenado não poderá exceder a capacidade de carga calculada para o piso da fábrica;
O material armazenado deve ser disposto evitando obstrução de portas, equipamentos contra incêndio, saídas de emergência;
O operador deve obedecer a todas as placas e avisos de segurança;
O operador deve respeitar as faixas de segurança de pedestres.

Referencias Normativas:
NR 11 – Transporte, Movimentação, Armazenagem e Manuseio de Materiais;
NR 12 – Segurança no Trabalho de Máquinas e Equipamentos;
NR 18 – Condições e Meio Ambiente no Trabalho na Indústria de Construção;
NR 06 – Equipamento de Proteção Individual EPI;
Carga Horária: 
O treinamento terá a carga horária adaptada às necessidades e perfil de cada cliente, observando sempre as Normas Regulamentadoras, Decretos, Leis, Regulamentos e Normas internas estabelecidas pelas empresas, se houver.
Periodicidade: 
O cartão terá a validade de 1 (um) ano, salvo imprevisto, e, para a revalidação, o empregado deverá passar por exame de saúde completo, por conta do empregador.
Itens Inclusos: 
Apostilas/Material Didático; Lista de presença; Avaliações (pré-avaliação quando reciclagem, e final a todos os cursos); Relatório de treinamento (assuntos abordados); certificado e Carteirinha Profissional do Operador (um por aluno);
Status: Turma em formação Cidade de Bebedouro
Tipo: Presencial
Público-alvo
Pessoas que tem interesse em ingressar como Operador profissional de Empilhadeiras, e deseja estar habilitado para novas oportunidades de trabalho.
Pré-requisito
O aluno deverá, no início do curso, ter no mínimo 18 anos de idade.
O aluno deverá estar cursando o Nível Fundamental a partir da 6 ª série/ano.

Rolar para cima